ITIL V3 – Introdução

Seguindo a nova onda do momento em relação a gestão de TI, acabo de concluir o curso de ITIL v3, com prova de certificação marcada para dia 23 de julho.

Então, além de me ajudar nos estudos, pretendo publicar alguns artigos relacionados as boas práticas de governança de TI, auxiliando também futuros certificantes, ou dando algumas dicas que aprendi durante o curso para as pessoas que estão interessadas no assunto.

Como é praxe, vamos começar por uma pequena introdução do que é Governança de TI.
Segundo a nossa amiga Wikipedia, Governança é o conjunto de processos, costumes, políticas, leis, regulamentos e instituições que regulam a maneira como uma empresa é dirigida, administrada ou controlada. O termo inclui também o estudo sobre as relações entre os diversos atores envolvidos (os stakeholders) e os objetivos pelos quais a empresa se orienta. Os principais atores tipicamente são os acionistas, a alta administração e o conselho de administração. Outros participantes da governança corporativa incluem os funcionários, fornecedores, clientes, bancos e outros credores, instituições reguladoras (como a CVM, o Banco Central, etc.) e a comunidade em geral.

Então, Governança de TI, nada mais é do que os conceitos de governança aplicado à Tecnologia da Informação.

No caso de ITIL, ou Information Technology Infrastructure Library, a princípio foi um guia de melhores práticas relacionados a TI que foram desenvolvidas para o uso do Governo Britânico, que nos seus primordios consistia de 30 livros, cobrindo todos os aspectos de Gerenciamento de Serviços com foco em TI.

Atualmente, ITIL se encontra na sua 3º versão e é composta por apenas 5 volumes:
1. Estratégia de Serviço (Service Strategy);
2. Desenho de Serviço (Service Design);
3. Transição do Serviço (Service Transition);
4. Operação do Serviço (Service Operation);
5. Melhoria Contínua do Serviço (Continual Service Improvement).

Diferente das normas ISO, ITIL não impõe nenhuma regra! Na verdade, ITIL são boas práticas para o gerenciamento de TI, onde há vários casos de sucesso na sua prática. Ou seja, em ITIL nada é imposto, os itens são recomendados.

Você talvez também goste