Caso de Sucesso ITIL v3 – Polícia Militar de SP

Um dos primeiros casos mundiais de sucesso na implementação de ITIL v3 foi o da Polícia Militar de SP.
A notícia nem é tão recente assim, porém ainda são poucos os casos de sucesso na implementaçao da versão 3 da biblioteca.

Disposta a melhorar a eficiência da área de tecnologia da informação e assegurar o controle em relação à demanda de 4  milhões de informações diárias, a PMESP (Polícia Militar do Estado de São Paulo) aderiu a biblioteca de melhores práticas ITIL 3.0.
De acordo com o itSMF Brasil (capítulo brasileiro do fórum internacional de ITIL), este é o primeiro caso de sucesso da nova versão da biblioteca em todo o mundo.
“Alguém pode morrer se a área de TI falhar”, enfatiza o major Roberval Ferrari França, responsável pelo projeto dentro da organização. A PMESP é responsável pela segurança de 645 municípios do Estado e conta com 93 mil policiais militares pelas ruas.
Contudo, o major relembra que convencer a diretoria da PMESP sobre o projeto não foi uma tarefa fácil. “Tivemos que demonstrar em números os benefícios que poderíamos usufruir com o ITIL 3.0”, conta.
Entre as principais expectativas com o sistema de gestão estão o incremento em 10% a disponibilidade da TI e reduzir em também 10% os custos com o departamento.
A área de tecnologia do órgão possui orçamento anual de 280 milhões de reais. Além disso, 174 profissionais possuem certificado e/ou capacitação ITIL, dentro do total de 290 colaboradores da área de TI.
A infra-estrutura robusta da PMESP conta com data center, rede de comunicação de dados, rede de rádio e de telefonia e 26 sistemas desenvolvidos internamente.
Com início em dezembro do ano passado, a implementação do ITIL 3.0 foi baseada no PMBOK (Project Management Body of Knowledge – um conjunto de práticas de gerenciamento de projetos) tem conclusão prevista para o fim de 2009. “Porém, é possível que ocorra um atraso de até quatro meses”, informa o major.
De acordo com ele, o governo do Estado de São Paulo irá investir 2 bilhões de reais em segurança nos próximos anos.

Fonte:  UOL

Você talvez também goste