Dicas para Provas de Certificação

Como alguns devem saber, não sou tão experiente no quesito provas de certificação, porém, abaixo descrevo algumas dicas que eu sempre sigo antes de fazer uma nova prova.

Antes de tudo, talvez o mais importante antes de fazer uma prova, principalmente se você está começando sua carreira em certificações agora, é decidir o que você quer fazer! Parece estranho pensar assim, mas a meu ver, é extremamente importante termos um foco inicial, seja ele qual for, independente de área (infraestrutura/desenvolvimento), produto (Microsoft, CISCO, etc) ou relacionado à serviços (ITIL, Cobit, etc), devido ao fato das provas terem um custo um tanto quanto elevado, e também a nossa escassez de tempo que podemos dedicar para o estudo antes de qualquer prova.

Por isso mesmo, eu prefiro traçar minha estratégia antes de marcar qualquer exame. Por exemplo, minha ambição agora, é alcançar as credências MCSA e MCSE, ambas voltadas para infraestrutura, que para que consiga alcança-las, preciso ser aprovado em um determinado numero de provas.

Agora isso vai de cada pessoa. A meu ver, prefiro sempre focar em certificações que me darão algum retorno relacionado ao mercado de trabalho.

Vamos as dicas:

1ª Marcar o Exame:
Se há uma coisa que aprendi comigo mesmo, é que só vou realmente me mexer para prestar um exame, no momento em que marca-lo. Acho que por isso mesmo, levei tanto tempo para conseguir começar a tirar as minhas certificações. Sempre que ia marcar um exame, o “Agora não dá pra marcar, mais tarde eu marco. Estou ocupado agora!”, aparecia na minha vida. Seja ela por motivos profissionais ou pessoais. Por isso mesmo eu digo que antes de tudo, devemos marcar o exame! Minha tática é marcar o exame para uns 15 dias da data atual, o que faz com que meu foco não seja perdido, e eu me mexa para realmente estudar e correr atrás.

2ª Saber o que é realmente cobrado na prova
As empresas podem sempre mudar o escopo do que é cobrado na prova, sem nenhum aviso prévio. Por esse motivo, é importante sempre estarmos olhando o site oficial do fabricante/produto/serviço para saber o que será cobrando na prova.

Já trabalho com o produto há anos, vou passar fácil, fácil no exame
Algo que já ouvi diversas pessoas dizendo, principalmente as pessoas com mais idade. Mesmo trabalhando há anos com qualquer tecnologia, em alguns exames, é cobrado diversas coisas que não mexemos no dia-a-dia, ou coisas que só ouvimos falar, mas não conhecemos à fundo. Nisso que surge o problema. As vezes o que não conhecemos à fundo, é bastante cobrado no exame. Então mesmo usuários experientes têm que estudar, a diferença é que esses usuários não terão tanta dificuldade em complementar seu conhecimento, do que algum usuário que está começando agora.

4ª Não vou tirar minha certificação porque minha empresa não irá me reembolsar
Essa eu já ouvi de colegas de trabalho. As pessoas às vezes trabalham há tempo em uma determinada empresa, que acabam esquecendo que existem outras, muitas vezes com oportunidades melhores. Aqui vale lembrar que mesmo quando estamos contente na empresa em que trabalhamos, não podemos fechar as portas para novas experiências. E como a maioria de vocês sabem, nossa área é uma área extremamente competitiva, então temos que mostrar para o mercado de trabalho que estamos sempre nos atualizando e buscando cada vez mais a excelência.

5ª Nunca desistir
Não é porque você não foi aprovado de primeira, que deverá desistir de tentar mais uma vez. Excelentes profissionais hoje em dia, já reprovaram 3-4 vezes em uma única prova. Então vale lembrar, nunca desista.

Uma outra coisa que aprecio fazer, é cursar os cursos oficiais dos produtos. Mesmo não sendo obrigatório para prestar a maioria das certificações, eu gosto de fazer os cursos por causa do conhecimento dos professores, que normalmente são pessoas extremamente capacitadas e, que costumam alinhas a teoria, com cenários reais, do dia-a-dia de grandes corporações.

Bom pessoal, o que eu sempre gosto de seguir, são esses cinco passos. Se alguém quiser acrescentar mais alguma coisa, fique a vontade para fazer isso nos comentários.

Você talvez também goste