Microsoft quer certificar 10 mil profissionais em cloud

A Microsoft anuncia mundialmente a inclusão de novas certificações técnicas em seu Programa de Certificações para especialistas em Tecnologia da Informação (TI) e desenvolvedores de software. As novidades foram desenhadas especialmente para atender o crescente déficit de profissionais com conhecimentos em computação em nuvem na indústria de tecnologia, que segundo aponta estudo recente da IDC, deverá gerar cerca de 14 milhões de novos empregos no mundo até 2015. 

Assim como as companhias passam a buscar por novos perfis de profissionais com diferentes habilidades em função da crescente adoção de soluções para nuvens privadas e públicas, as certificações e treinamentos da Microsoft permitem a capacitação e diferenciação técnica atualmente exigidas. 

“As novas certificações Microsoft refletem as atuais exigências do mercado que incluem conhecimentos mais amplos e profunda habilidade para trabalhar com soluções na nuvem. Elas foram desenvolvidas para preparar os profissionais de TI para criar, administrar e evoluir as soluções em ambiente cloud computing, e para ajudar os gerentes de TI a identificarem as pessoas mais qualificadas no momento da contratação”, afirma André Ruiz, gerente de estratégia e Programa de canal da Microsoft Brasil. O executivo diz ainda que no Brasil existem mais de 25 mil profissionais que possuem algum tipo de certificação oficial Microsoft. “Nossa expectativa é a de dobrar esse número até o final de 2013, com pelo menos 10 mil técnicos certificados com especialização em cloud no mesmo período”, completa André Ruiz.

Os três níveis de capacitação — associate, expert e master — criam uma clara trajetória de especialização para um plano de carreira sólido, tanto para iniciantes quanto para profissionais reconhecidos. Cada grau de certificação foi atualizado para focar em soluções e atender às necessidades dinâmicas da indústria, garantindo qualidade e relevância.

Além da nuvem A Microsoft também aplicará cerca de 4 mil provas de certificação em diversas de suas tecnologias para os estudantes com melhor desempenho em seus programas de capacitação gratuitas em todo o País, como o Student to Business (S2B), e em projetos desenvolvidos em Centros de Inovação que a companhia mantém no País em parceria com instituições de ensino.

Fonte: Convergência Digital

Você talvez também goste